ALEGRAI-VOS NO SENHOR

nº 874

Homilia do 3º Domingo do Advento (13.12.2009)

Pe. Luiz Carlos de Oliveira

Redentorista

“Esperar é alegrar-se na conversão”

 

Teu Deus está no meio de ti! (Sf 4,15)

         A liturgia de deste 3º domingo do Advento inicia-se com o texto da carta de Paulo aos Filipenses: “Alegrai-vos sempre no Senhor, novamente vos digo: Alegrai-vos! … O Senhor está próximo!” (Fl 4,4). A temática da alegria toma conta da liturgia deste domingo. Como no 4º Domingo da Quaresma, somos convidados e levantar os olhos e contemplar os primeiros raios da festa da salvação que se aproxima. Celebramos a salvação que se aproxima no Natal, como rezamos na oração após a comunhão: “O alimento da Eucaristia nos purifique de todos os males e nos prepare para as festas que se aproximam”. A presença de Cristo no Natal é causa de profunda alegria. Ele é o sacramento do Pai que vem nos confirmar a certeza do que sempre rezarmos na missa: “O Senhor esteja convosco!” – “Ele está no meio de nós!”. O profeta Sofonias, no meio da crise do povo que se deixara levar pela idolatria, inicia uma reforma. O povo humilde que ficara fiel, não tem o que temer, pois, Deus é fiel e é força para seu povo. Paulo convida os cristãos a não se inquietarem com nada. Temos a presença de Cristo a quem recorremos através da oração. A paz de Cristo guardará nossos corações. Cultivamos Todos estes sentimentos porque o Natal nos traz uma Criança que nos oferece todos esses dons. Lucas acentua que a vinda de Cristo é coberta pelo Espírito do Senhor que O envia para anunciar o evangelho da alegria aos pobres (Lc 4,18). Ele veio para anunciar a paz, pois Ele é nossa paz. Cada Natal é um novo grito de paz. Hoje somos a Jerusalém em crise, conturbada.  Mas não podemos nos esquecer que temos o Senhor no meio de nós. Ele é a solução para todos os males.

Alegria na solidariedade

A salvação se torna alegria quando somos capazes em ser solidários. O povo sonhava com uma Jerusalém restaurada de suas misérias. Ele vai a João Batista que anuncia o tempo de Deus. As multidões perguntam: “Que devemos fazer”. São três tipos de pessoas: o povo, os homens do dinheiro e os donos do poder, simbolizados nos soldados. A resposta de João é clara: “Quem tiver tuas túnicas, dê uma a quem não tem”: A partilha dos bens que evita o acúmulo; “Não cobreis mais do que foi estabelecido”: A honestidade que combate a exploração das pessoas e a corrupção; “Não tomeis à força dinheiro de ninguém. Nem façais acusações falsas”: A não-violência promove o respeito às pessoas. É uma síntese de todas as soluções para implantar o Reino de Deus. São as questões que Jesus enfrenta no deserto. João profetiza assim o futuro Reino que se estabelecerá com a presença de Jesus, Deus conosco, Emanuel. Estas são questões que enfrentamos hoje. Jesus é a solução. Alegrai-vos: O Senhor está para chegar!

Celebrar com intenso júbilo

A oração desta celebração, no Advento, coloca-nos no espírito festivo do Natal: “Dai chegarmos às alegrias da salvação e celebrá-las com intenso júbilo na solene liturgia” (oração). A celebração litúrgica é o momento no qual, sacramentalmente, vivemos o mistério do qual fazemos memória. Não se trata só de uma lembrança, mas de participação pessoal e comunitária ao que Deus nos ofereceu Jesus. A grande alegria é a realização da palavra proclamada. O respeito à pessoa e a promoção de seus direitos compõem a alegria que os pobres de Deus necessitam para celebrar dignamente o Natal.

Leituras:Sofonias 3,14-18a Cântico: Is 12,2-34.5-6;Filipenses 4,4-7;Lucas 3,10-18

Ficha nº 876 – Homilia do 3º Domingo do Advento (13/12/2009)

 

1.A temática deste domingo é a alegria, como recomenda Paulo: “Alegrai-vos sempre no Senhor!” Alegria por vermos os primeiros raios da festa do Natal. Somos convidados a nos preparar. O profeta Sofonias, em meio à crise do povo, inicia uma reforma. Paulo convida a não nos inquietarmos, pois o Senhor está no meio de nós. Cada Natal é um grito de paz. Ele está no meio de nós e tem solução para todos os males.

 

2.A salvação está na solidariedade, como João orienta o povo que lhe pedi orientação: ao povo recomenda a partilha; aos poderosos recomenda o respeito à pessoa não explorando-a; aos militares recomenda a não violência. São nossos problemas básicos também. São as questões que Jesus enfrenta no deserto.

 

3. A oração da celebração coloca-nos no espírito festivo do Natal: “Dai chegarmos às alegrias da salvação e celebrá-las com intenso júbilo na solene liturgia”. Ela é o momento no qual vivemos o mistério do qual fazemos memória. O respeito á pessoa e a promoção de seus direitos, compõem a alegria que os pobres de Deus necessitam para celebrar dignamente o Natal.

         

            Festa boa dura muito

 

            Ao aproximar-se o Natal, aumenta o clima de abertura do coração. O profeta mostra a alegria da salvação. Deus não nos condena.

            Paulo manda alegrar-nos porque o Senhor está próximo. Aliás, este domingo é chamado domingo da alegria que vem da salvação.

            João Batista abre caminho para todos poderem viver a salvação. Ensina a partilha, o respeito para com o povo, não usando violência nem exploração.

            João mesmo reconhece que sua missão não é para si, mas para abrir caminhos para a vinda do Senhor.

            Para nós, o Natal não é uma festa que dura até depois do almoço no dia 25, mas faz de nós mensageiros da alegria a todos que encontrarmos.

Anúncios

Sobre joaoloch

Psicólogo. Acupunturista. Quiropraxista, Terapeuta em Florais de Bach e Reiki, Mestre em Educação. Prof. Universitário. Clínica particular de Psicologia e Acupuntura End.: Rua Carlos Gomes, 697 - Vila Williams - Garça SP Fone (14) 34061605
Esse post foi publicado em Teologia - conhecimento bíblico. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para ALEGRAI-VOS NO SENHOR

  1. k�tia Nunes Teixeira disse:

    Natal é tempo lembrado todos os anos, como sinal de renovação espiritual.Não importa em qual data religiosa é comemorada ou não, importa a lembrança sempre viva,da vida Cristã que devemos ter, se conseguirmos, o ano inteiro.Natal é comemoração constante em nossos corações, de nascimento de PAZ, SOLIDARIEDADE, AMOR, FRATERNAL E HUMILDADE.Devemos sempre estarmos sóbrios, alimentados e com alma de roupa nova, no amor de Deus.Esse é o sentido do Natal. A PAZ DE CRISTO A TODOS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s