COMPROMETIMENTO

o Prof. Osmar Coutinho, a partir de um problema apresentado por um leitor, sobre dificuldades que vem enfrentando a empresa, discorre sobre o comprometimento, que significa o envolvimento de todos, com responsabilidade e empenho para que tudo corra bem e todos ganhem. Este comprometimento relatado para um caso concreto pode ser generalizado para todas as coisas com as quais nos envolvemos, se queremos ter sucesso tanto pessoal como grupal.  E um grupo independe do número de pessoas. Pode ser formado por duas ou tres pessoas ou por centenas.

Boa leitura.

 

MENSAGEM MOTIVACIONAL PARA O CRESCIMENTO PROFISSIONAL 

COMPROMETIMENTO.

Prof. Osmar Coutinho, somos uma empresa de facção com mais de 100 colaboradores divididos entre os vários setores e trabalhamos para várias lojas espalhadas pelo Brasil.
Se um colaborador da linha de produção falhar no processo da costura ou do acabamento, teremos prejuízos, pois, logo o setor de Controle de Qualidade fará voltar às peças para o devido conserto ou acabamento final, gerando assim prejuízo de tempo e até de dinheiro.
Já tivemos diversas reuniões, mas sentimos que a falta de comprometimento é clara, e sempre compromete no resultado final.
As costureiras se defendem dizendo sempre que fazem correto a sua parte e que o problema é de outro setor.  

Como agir neste caso e o que devo fazer?”

Prof. Osmar Coutinho responde:
_ Meu caro amigo, este problema é muito comum nas empresas, porém existe solução.
Vou contar uma história, a qual lhe fará compreender que sem o comprometimento e todos, o resultado poderá ser fatal, tanto para a empresa quanto para cada costureira em questão.
O réu estava sendo julgado por assassinato. Havia fortes evidências sobre a sua culpa, mas o corpo da vítima ainda não havia sido localizado.
Sem muita esperança, o advogado em comum acordo com o seu cliente, o réu, resolveu arriscar uma última estratégia desesperadora.
_ Tenho uma surpresa! Dentro de um minuto, a vítima presumidamente assassinada entrará neste tribunal andando e nos relatará o mal entendido ocorrido. E olha para porta principal.
Os jurados inclusive o juiz, surpresos, repetem o mesmo gesto.
Findado o prazo, o advogado comenta:
_ Realmente, ninguém entrou. No entanto, por vossas expectativas concluímos que o júri não tem certeza plena ou alguma de que o réu é mesmo o culpado.
Se não há corpo, não há assassinato.
Os jurados, aconselhados pelo juiz, retiram-se para a decisão final.
E vem o veredicto: culpado.
_ Culpado? Mas como? – pergunta o advogado.
_ Vocês estavam em dúvida, eu vi todos olharem para a porta principal!
E o juiz, antes de decretar a sentença, completa:
É verdade. Todos nós olhamos para a porta principal, menos o seu cliente, o réu.

CONCLUSÃO:
Não adianta simplesmente se envolver no processo, é preciso se comprometer com o resultado final.
Não teremos sempre em nossa vida profissional um setor de “Controle de Qualidade” que nos ajudará a descobrir as nossas falhas e a salvar a situação a tempo.
Todos os colaboradores são responsáveis por tudo, independente de quem falhou no processo.
Imaginem se a empresa fosse um barco com todos dentro e de repente surgisse um buraco fazendo com que este barco começasse a afundar.
Nesta hora não importa qual lado ou setor o buraco se encontra, a água está entrando e precisamos fazer algo urgentemente.
Ou consertamos o buraco, independente de quem o causou ou descobriu, ou deixamos o barco afundar, conseqüentemente todos morreremos.
Somos responsáveis pelo que fazemos e “principalmente pelo que deixamos de fazer”.

Prof. Osmar Coutinho

Anúncios

Sobre joaoloch

Psicólogo. Acupunturista. Quiropraxista, Terapeuta em Florais de Bach e Reiki, Mestre em Educação. Prof. Universitário. Clínica particular de Psicologia e Acupuntura End.: Rua Carlos Gomes, 697 - Vila Williams - Garça SP Fone (14) 34061605
Esse post foi publicado em FORMAÇÃO HUMANA. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s