CASTIGAR X EDUCAR ?

Agora é lei: ninguém pode dar palmadas no bumbum ou em outras partes das crianças. Se alguém fizer isso pode ser considerado criminoso.
A minha pergunta é a seguinte: quem vai ficalizar?
Parece-me que esta é mais uma lei feita para não ser cumprida. Mais uma entre tantas neste país que adora ter leis bonitas para cairem no esquecimento. Proibe-se e ameaça-se quem fizer tal coisa, mas não se ensina a fazer de outra maneira. Acha-se lindo ter um artigo bem elaborado no código penal ou civil. Para mostrar para o mundo ("para ingles ver").  Tornamo-nos o país das proibições, mas não o país da conscientização, do ensinamento, da motivação. Quanto mais se proibe, parece-me, mais idiotas se constroe, mas violência se fabrica, mais ignorância se alastra.
Proíbe-se que menor trabalhe. Quem aceitar um menor para um trabalho pode ser condenado a pagar multa ou até ir preso. Mas ninguém se preocupa com o menor que fica zanzando pelas ruas o dia inteiro e à noite, fazendo bagunça, pequenos ou grandes furtos, assaltos, tráfego de drogas e outras coisas. E o menor protegido pela imbecilidade é aprovietado pela criminalidade.  Não há uma preocupação concreta em se criar condições para que o menor possa não precisar trabalhar, podendo estudar e participar de outras atividades formativas. Engana-se a sociedade como se o menor estivesse sendo protegido. Protegido de que, de quem e para quê?
Cria-se na mentalidade do menor, que bem rápido fica maior, de que ele não tem compromissos e que ninguém lhe pode exigir nada. Cria-se sangue sugas sem compromissos nem com os pais, que também ficam perdidos. Isto para que possam machucar muita gente e também para que possam apanhar de cacetete de policiais e de outros que tiveram a mesma sina nos presídios.
Proibe-se de trabalhar, oferece-se um estudo de má qualidade, não se ensina regras de boa conduta, abandona-se o jovem adolescente às garras da marginalidade…..Mas parece que aí está tudo bem.  
Pais de classe média ainda têm opções de, fora do período de escola, patrocinarem outras atividades para os filhos. Mas os pobres….?
Proíbe-se o professor de chamar a atenção do aluno, para não desrespeitá-lo, coitadinho, e impede-se de o professor poder ter um ambiente de sala de aula onde possa ensinar. Conclusão: um monte de analfabetos recebendo diplomas sem estudar e atrapalhando quem tem condições e quer estudar e aprender. E sobra para o professor que é maltratado, desrespeitado, difamado pelas autoridades que fazem aplogia sobre a própria inteligência e capacidade e determinam como se deve dar aulas, sem nunca terem tido tal experiência. Essas autoridades convencem os pais e a sociedade como um todo que o importante é ter o diploma. Aprender parece um esnobismo. E, neste caso, o professor é uma peça que atrapalha. Então, vamos desmoralizar o professor.
Se houvesse uma preocupação em ensinar, demonstrar, treinar pais e professores para saberem como educar, direcionar, formar cidadãos de forma mais humana, construtiva, com valores, não haveria necessidade de proibições. Mas proibir é mais fácil. Parece que só isso já resolve o problema. Triste ignorância. Cosntrói-se ignorância e cadeias para demonstrar que tudo está sob controle. Estamos num país do fazer de conta. 
Em São Paulo, para quem não mora aqui, ou que morando aqui não precisa do sistema público de saúde, parece que está tudo às mil maravilhas. Todos são atendidos, hospitais novos sendo inaugurados, propaganda política linda….Mas quem precisa mesmo, no dia a dia, sabe a via sacra que precisa fazer. Agendamentos para vários meses, espera para fazer exames que muitos morrem antes de serem tratados. Espera em macas em corredores, tratados como qualquer coisa…. E por aí vai. Existem, sim alguns bons estabelecimentos e atendimentos, mas raridade.
Voltando às proibições de castigos, isto só é considerado quando o castigo é físico. Desconsidera-se que muitas palavras e gestos provocam muito mais estragos que uma palmada. Não estou falando que sou a favor de palmadas. Mas humilhações, ameaças morais, abandono, mal exemplo, exposição a cenas televisivas e violências expostas pela mídia, algum as músicas e novelas são muito mais avassaladoras que uma palmadinha no bumbum. Mas sobre isto ninguém fala e nem faz nada e continua-se jogando lixo dos mais variados nas cabecinhas e cabeçonas todos os dias.
Gostaria que fosse proibido fazer discursos políticos mentirosos. Que um político que é eleito com promessas mentirosas fosse caçado e proibido de se candidatar novamente. Será que um dia verei isso? 
Gostaria que fosse proibido a exploração da violência pela mídia que aproveita das desgraças para ganhar dinheiro e ensinar maus exemplos, divulgando métodos de violência e maldade que acabam sendo copiados por outras pessoas desequilibradas ou sedentas de celebridade.
Gostaria que fosse exposto em letras bem grandes e falado, antes de alguns programas de tv e alguns filmes, a seguinte frase: PROGRAMA PRÓPRIO PARA QUEM É OU QUER FICAR IMBECIL, IGNORANTE E BOBO DIANTE DO MUNDO. SE NÃO QUER SER UM IDIOTA OU QUE SEUS FILHOS APRENDAM COISAS INÚTEIS E PERIGOSAS PARA AS SUAS VIDAS, DESLIQUE A TV AGORA OU MUDE DE CANAL.
Gostaria que fosse proibido que muitas pessoas incompetentes e sem caráter ficassem dando lições à sociedade.
Gostaria que fosse proibido que as empresas obrigassem mães e pais e se exilarem da convivência dos filhos para poderem manter o emprego, deixando os filhos soltos e sem orientação. Por que? Porque muitos pais são submetidos a um trabalho escravo durante todo o dia para poderem colocar o pão dentro de casa. Mas em função disso não podem ver os filhos crescerem e só percebem que os filhos fugiram do controle quando recebem uma intimação porque o filho, que ficou na rua enquanto trabalhavam se envolveu com drogas ou outros delitos. A ainda são considerados como maus pais. Como poderiam ter agido diferente?
Eu estou cada dia mais cansado com discursos bonitos, politicamente "corretos" e leis bem elaboradas que só têm ajudado a piorar a convivência social e a qualidade de vida. Parece que todos têm que falar a mesma linguagem e afirmar a mesma coisa sobre educação, relacionamento pais e filhos e outras coisas que não funcionam.  Mas se alguém ousar discordar pode ser mandado para o inferno vivo, porque está se posicionando contra os dogmas de alguns iluminados.
Que possamos usar nossa cabeça de um modo mais humano, mais inteligente, mais real. 
Anúncios

Sobre joaoloch

Psicólogo. Acupunturista. Quiropraxista, Terapeuta em Florais de Bach e Reiki, Mestre em Educação. Prof. Universitário. Clínica particular de Psicologia e Acupuntura End.: Rua Carlos Gomes, 697 - Vila Williams - Garça SP Fone (14) 34061605
Esse post foi publicado em Psicologia. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s