CAIA O ORVALHO DO CÉU

“Céus, deixai cair o orvalho”

 Homilia do 4º Domingo do Advento (18.12.11)s

Pe. Luiz Carlos de Oliveira – Redentorista

Tempo das promessa

               O tempo do Advento é o tempo da esperança. Com os olhos voltados para o alto, como nossos antigos pais na fé, nós clamamos por aquela chuva benfazeja. O povo de Deus clamou por um salvador durante séculos, mas não perdeu a esperança. Sabia que Deus cumpriria suas promessas a seu tempo. Não esperamos um Salvador, mas contamos que as graças desta manifestação continue exercendo todo seu dinamismo de vida. Cremos com facilidade em tudo o que nos ensinam sobre a história da humanidade sem objeções. Quando se proclama o nascimento de um Deus entre nós, prometido, realizado e comprovado, colocamos dúvidas. Por que? Porque Ele nos compromete. Lemos em Samuel que Davi quis construir o templo. Mas era Deus quem lhe construiria uma casa, uma família que permaneceria para sempre (2Sm 7,16). O salmo completa: “Para sempre no teu trono, firmarei tua linhagem” (Sl 88). A realeza de Davi continua em Jesus. Na anunciação do nascimento de Jesus, o Anjo diz: “Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu Pai Davi. Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó e o seu reino não terá fim” (Lc 1,31-33). É pela ação do Espírito Santo que esta linhagem permanece e se estabelece no seio de Maria, sem participação do homem. Ele é o Filho de Deus. A virgindade de Maria não é só um aspecto espiritual pessoal, mas é a condição de todo o povo de Deus que se abre a sua ação para que se estabeleça em nós sua presença. A promessa é para todos. Deus não exclui ninguém, nem os que O excluem. A virgindade de Maria e a esterilidade de Isabel manifestam a ação de Deus que age por si.

Mistério manifestado

                    Quando João prega no deserto, o evangelista diz que o povo estava em ansiosa expectativa (Lc 3,15). Paulo chama de plenitude dos tempos (Gl 4,4). O anúncio do Anjo a Maria é a primeira grande manifestação da entrada de Deus no mundo, pois para Deus nada é impossível (Lc 1,37). Em Maria, se encontra toda a humanidade, pois o Filho de Deus não só se encarna em uma pessoa concreta, Maria, mas sua encarnação está na humanidade toda que, em Maria acolhe a divindade. João evangelista proclama: “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós. E nós vimos sua glória” (Jo 1,14). A divindade não é mais o temível Deus, mas a tenra criança. “Vimos sua Glória”. Significa que, naquela criança está toda a divindade. Em Belém, na gruta do nascimento de Jesus, está escrito em uma estrela de prata: “Aqui o Verbo se fez carne”. Jesus não é uma idéia, é o Deus que se deixa tocar.

Eis a serva do Senhor!

               A aceitação de Maria abre uma nova época para a humanidade. É a última. A próxima etapa é o Reino definitivo entregue a Deus pelo Filho (1Cor 15,24). Maria pergunta ao Anjo como aconteceria essa encarnação. O coração humano sempre deseja compreender as ações de Deus. Maria assume e responde: “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua Palavra (Lc 1,36). Que aconteça o que Deus quer e como Deus quer. A fé em Jesus deve acontecer de acordo com a vontade de Deus. Nós aderimos em cada missa à profissão de fé: “Creio em Jesus Cristo, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo e nasceu da Virgem Maria e se fez homem” (creio). A atitude de servidão é a entrega da vida para que Deus continue sua presença no mundo. Assim entramos como parte da História da Salvação. Damos nosso amém, isto é, creio e vou ser fiel.

Leituras:2 Samuel 7,1-5.8b-12.14ª16;Salmo 88; Romanos 16,25-27;Lucas 1,26-38

Ficha nº 1086 – Homilia do 4º Domingo do Advento (18.12.11)

 1.O Advento é tempo de esperança. Os antigos esperaram. Temos a presença e esperamos que a graça dinamize nossa vida. Davi quis construir um templo. Deus lhe constrói uma linhagem que se torna eterna em Cristo. A Virgindade de Maria é também a condição do povo de Deus que se abre para acolher sua presença.

2.O anúncio a Maria é a primeira grande manifestação da entrada de Deus no mundo. Em Maria está toda humanidade que recebe a divindade. Vimos sua glória: Deus não é mais o terrível, mas uma tenra criança. Jesus não é uma idéias, mas o Deus que se deixa tocar.

 3.A aceitação de Maria abre nova época para a humanidade. A docilidade de Maria em ouvir e responder para fazer a vontade de Deus. Que aconteça o que quer e como quer. Quando rezamos o Creio, entramos como parte da História da salvação.

       Pouco virtual

       A religião não se constitui de palavras vazias ou de bons pensamentos ou orações. Ela é real, não é virtual. São fatos que explicados com palavras, nos conduzem a um encontro com Deus. Deus agiu de modo muito humano para nos tornar participantes de sua divindade.

Ele sempre chega primeiro: Davi queria fazer uma casa para Deus e mas foi Ele quem fez uma casa eterna para ele. Sua casa, isto é, sua família, duraria para sempre. Jesus é de sua descendência e permanece para sempre.

Deus se fez gente como nos. Naquele momento que Maria disse o seu sim, acabou a espera e Deus se fez Emanuel, isto é, Deus Conosco.

Ela é cheia de graça, isto é, tem tudo o que Deus quer dar para todos. Ela, sendo grande, se fez pequena para servir a Deus e a todos.

O Anjo do Senhor Anunciou a Maria, e ela concebeu do Espírito Santo.

 

Anúncios

Sobre joaoloch

Psicólogo. Acupunturista. Quiropraxista, Terapeuta em Florais de Bach e Reiki, Mestre em Educação. Prof. Universitário. Clínica particular de Psicologia e Acupuntura End.: Rua Carlos Gomes, 697 - Vila Williams - Garça SP Fone (14) 34061605
Esse post foi publicado em FÉ E VIDA. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s