ACUPUNTURA: competência e direito à prática no Brasil

Competência e Direito à Prática da Acupuntura no Brasil

       Quero em primeiro lugar me desculpar em nome de uma minoria médica, que de forma leviana tenta castrar milhares de pessoas de se beneficiarem dos excelentes resultados da acupuntura em prol da saúde e da vida.

A você profissional da saúde especialista em acupuntura e aos que pretendem iniciar sua especialização, minhas sinceras desculpas. Em momento algum sua atenção deveria ser desviada por tentativas incabíveis de reserva de mercado, por isso continue seu caminho, sua busca à excelência profissional.

No último dia 28 de março, um parecer jurídico de menor instância entende que a acupuntura deve ser praticada apenas por médicos. Alegam que tal prática depende de um diagnóstico clínico ocidental para após isso inserir as agulhas, como ocorre na China segundo eles.

Quero ressaltar em primeiro lugar que para uma prática segura e resoluta, a acupuntura precisa de um diagnóstico funcional energético e não do nosológico clínico ocidental.

Na China a prática da acupuntura pertence à Medicina Chinesa Oriental e não à Medicina Ocidental, onde encontramos hospitais distintos tratando a população pela medicina oriental ou ocidental. Portanto, é nítida a falta de informação e a superficialidade do processo imputado no Tribunal Regional Federal da Primeira Região.

Além disso a acupuntura no Brasil é validada como especialidade e não profissão, cuja função é dinamizar e potencializar os recursos de cada uma das áreas da saúde, não podendo sofrer impedimento a sua prática.

Quero tranquilizar todos os profissionais, os acadêmicos e todos aqueles que pretendem se especializar em acupuntura, pois todos os conselhos se levantam garantindo a legitimidade da prática.

Além de todo proposto, sou solidário à colocação e preocupação do professor Dr. Zhou, diretor da acupuntura na Xiamen University China, o qual estive essa semana em contato: “Se a acupuntura vem sendo praticada pelos médicos tomando como parâmetro um diagnóstico nosológico clínico ocidental, é plausível erros na conduta terapêutica, uma vez que o diagnóstico ocidental em nada se assemelha ao diagnóstico funcional energético oriental”.

Portanto, chamo a atenção e faço um apelo para que ganhemos tempo nos especializando e buscando conhecimento oriental para uma prática eficiente que traga resultados claros e objetivos, e não percamos mais tempo com discussões tolas e medíocres sobre a quem compete praticar.

Que nossa luta possa ser direcionada ao preparo de nossos profissionais, que se especializem em acupuntura nos moldes corretos como acontece na China hoje, conhecimento científico oriental caminhando lado a lado com o conhecimento científico ocidental sem disputa de direito ou território, ambos a favor da vida pela vida.

Forte abraço fraternal a todos os colegas praticantes dessa arte milenar, bem como a todos as pessoas que se beneficiam de seus resultados.

Dr. Adriano Zumstein
Fisioterapeuta
Coordenador Pedagógico IBRAM “Instituto Brasileiro de Acupuntura”.

www.ibramrp.com.br

Anúncios

Sobre joaoloch

Psicólogo. Acupunturista. Quiropraxista, Terapeuta em Florais de Bach e Reiki, Mestre em Educação. Prof. Universitário. Clínica particular de Psicologia e Acupuntura End.: Rua Carlos Gomes, 697 - Vila Williams - Garça SP Fone (14) 34061605
Esse post foi publicado em Acupuntura. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s