MÁRTIRES DO SÉCULO XX

 28/junho: Festa dos 4 beatos ucranianos redentoristas – Os 4 foram beatificados pelo Papa JoãoPaulo II, no dia 27 de junho de 2001.
Beato Nicolau Charnetskyi (14/12/1884 – 02/04/1959) – Foi ordenado sacerdote no dia 2/outubro/1909. Doutorou-se em teologia. Já como padre, em 1919 fez-se redentorista. Foi nomeado bispo em 1931. Em 1944 sofreu muitas perseguições por parte dos comunistas: interrogatórios até altas horas da noite, cruéis sevícias e torturas! Foi ainda condenado a dez anos de prisão, na Sibéria, pelo crime de ser um “agente do Vaticano”. Na prisão, tinha sempre uma palavra de consolo para os colegas, que consideravam a ele como única fonte de consolo. Já em vida era considerado um santo.
Beato Ivan Ziatyk (26/12/1899 – 17/05/1952) – Ordenado sacerdote em 1923, em 1935 entrou para a Congregação Redentorista. Foi professor nos seminários e superior de Comunidade. Em 1946 foi confinado com todos os 58 redentoristas que se encontravam na Ucrânia Ocidental. Nestas condições, foi nomeado Superior de todos os Redentoristas da Ucrânia. Foi preso, condenado a dez anos de trabalhos forçados na Sibéria, onde passou por interrogatórios e torturas desumanas. Na sextafeira santa de 1952, foi cruelmente açoitado! Faleceu três dias depois, num hospital local.
Beato Basílio Velychkovskyi (1º/06/1903 – 30/06/1973) – Dedicou-se durante mais de vinte anos às missões. Condenado ao fuzilamento, teve a pena comutada em prisão na Sibéria. Em 1959 foi nomeado bispo da “Igreja do Silêncio”. Foi ordenado num quarto de hotel. Sofrendo gravemente do coração, foi libertado. Mudou-se para Winnipeg, no Canadá, onde faleceu aos 70 anos. Desde criança Vasyl tinha o desejo de trabalhar pela salvação dos seus irmãos. No dia 9/outubro/1925, foi ordenado sacerdote. Grande missionário, com o auxílio de amigos ricos, construiu várias igrejas. Em 1940 organizou uma procissão com 20 mil pessoas, carregando cruzes pelas ruas, correndo risco de ser preso pelos comunistas. Mais tarde foi preso e condenado à morte. Depois mudaram a pena para dez anos de prisão. Na prisão, ensinou os presos a rezar e rezava missa todos os dias, usando latinhas como cálice!
Foi libertado em 9/julho/1955. De 1969 a 1972 foi preso novamente.
Beato Zenão Kovalyk (18/08/1903 – Junho/1941): Ordenado padre em 1932, foi confessor assíduo e pregador famoso. Foi preso pelos comunistas em 1940. Pouca coisa sabemos dos últimos dias de vida do Beato Zenão. Foi crucificado na parede do corredor da prisão, fuzilado junto com outros companheiros. Morreu mártir, pelo testemunho da fé católica. Amava a todos e servia de grande apoio a seus irmãos prisioneiros. Que os 4 mártires da fé intercedam por nós! Amém!
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR
Anúncios

Sobre joaoloch

Psicólogo. Acupunturista. Quiropraxista, Terapeuta em Florais de Bach e Reiki, Mestre em Educação. Prof. Universitário. Clínica particular de Psicologia e Acupuntura End.: Rua Carlos Gomes, 697 - Vila Williams - Garça SP Fone (14) 34061605
Esse post foi publicado em FÉ E VIDA e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s