MASSACRE NOS ESTADOS UNIDOS

Hoje, com tristeza, fiquei sabendo de mais um massacre nos Estados Unidos, desta vez em um cinema. Um jovem desequilibrado, doente social, atirou e matou várias pessoas.

Tem sido cada vez mais frequentes estes fatos. Mesmo no Brasil já tivemos exemplo deste tipo de acontecimento, a tendência e termos outros, infelizmente.

A imprensa dá uma cobertura ampla e torna famoso o personagem que provoca estes fatos. Sabemos que uma mente doente, com a perspectiva de se projetar, ficar conhecido, pode fazer qualquer coisa. Para alguns, se para isso precisar matar outras pessoas, não tem porque exitar. Daí que a imprensa acaba colaborando com tais manifestações criminosas quando torna uma pessoa desconhecida uma celebridade, justamente por um ato insano.

A imprensa faria um favor a toda a sociedade deixando que tais pessoas continuassem no anonimato. Que divulgassem o fato, se isto for importante, mas sem falar o nome nem mostrar o rosto do assassino. Deixando estas pessoas permaneçam no anonimato, não se incentiva mais ninguém a fazer um crime para se tornar famoso. Não se estimula tal comportamento. Tornar uma pessoa célebre pelo comportamento negativo, criminoso, inconsequente, é incentivar outros desequilibrados a também buscarem a fama desse jeito, mesmo que para isso precisem morrer.

Também estaríamos colaborando para desestimular estes fatos, não dando tanta audiência a eles. Soube da notícia, chega. Muda de canal ou desliga a tv. Não dando audiência ao programa, o meio de comunicação deixa de ficar retornando e ruminando aquilo durante muito tempo.

Só existem tantos programas ruins e sensacionalistas porque nós os assistimos. É tão simples mudar de canal ou mesmo desligar a televisão. Comece a fazer isto quando começam a passar alguma coisa que você não concorda ou percebe o exagero. Este comportamento do telespectador é que pode fazer mudar a filosofia do meio de comunicação.

Outro comportamento que podemos ter para não incentivar comportamentos violentos é deixarmos de ficar assistindo filmes que primam somente pela violência, onde matar uma pessoa é a mesma coisa que matar um mosquito. Se fazer a justiça com as próprias mãos  passar a ser visto como uma coisa normal, como se pode reclamar que alguém a qualquer hora resolva fazer isto de fato?

Anúncios

Sobre joaoloch

Psicólogo. Acupunturista. Quiropraxista, Terapeuta em Florais de Bach e Reiki, Mestre em Educação. Prof. Universitário. Clínica particular de Psicologia e Acupuntura End.: Rua Carlos Gomes, 697 - Vila Williams - Garça SP Fone (14) 34061605
Esse post foi publicado em Cidadania e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para MASSACRE NOS ESTADOS UNIDOS

  1. andreia bricio de freitas disse:

    Falta de deus na vida dessas pessoas…estou sulmamente triste…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s