COMPREENDENDO A BÍBLIA

COMPREENDENDO A BÍBLIA

1. INTRODUÇÃO

(As reflexões aqui apresentadas foram, originalmente, escritas para o Jornal Comarca de Garça, um artigo por semana. Apresento nesta página todas as reflexões feitas, ficando a critério de cada um ir lendo em sequência ou escolher sobre um assunto específico. Espero que ajude pelo menos algumas pessoas a terem uma visão um pouco mais rica sobre a bíblia. João Loch, aos 08 de Março de 2013).

Como era no início? Um nada? Um caos total e só o Espírito de Deus existindo? Sim. Era isso mesmo, conforme o Gênesis. Mas parece que a compreensão aí não está completa. Nós damos um salto para o Novo Testamento e vamos aprender, com o evange­lista João, que no princípio era o Verbo. E o Verbo era Deus. Este Verbo-Deus que já exis­tia antes de tudo, resolve armar a sua tenda e morar entre nós. Deus se torna um de nós. Se Ele se tornou um de nós é porque Ele sempre foi um de nós e sempre esteve em nós. Em consequência, nós também sempre estivemos e sempre estaremos nele. A própria sabedo­ria bíblica reconhece isto quando afirma: “Vós sois deuses” (Sl 82,6). Em Deus, nós tam­bém sempre existimos. Como Deus é eterno, conforme a fé, em Deus tanto você como eu também somos eternos. Uma eterni­dade que é sintetisada na existência de cada um e de todos nós. De certa forma nós já existimos em todos os que viveram antes de nós, existi­mos em nós e existiremos nos que virão depois de nós. O homem mais solitário em qual­quer tempo e lugar, sempre estará unido a toda a humanidade. A sua solidão nunca será completa, porque ninguém existe sozinho. Cada um de nós é uma síntese de toda a humanidade. E Deus é o sentido de tudo.

Na Bíblia nós vamos encontrar a contínua tentativa, por parte do homem, de expli­car a sua própria existência e o sentido de sua vida. Com o conhecimento possível na época de cada escritor sagrado, vão sendo traçadas as diversas explicações para o mundo, o início da existência de todos os seres, inclusive do homem, o porquê do sofrimento, da doença, da morte, o que haverá depois da morte, das diferentes línguas, das derrotas políticas, das brigas entre ir­mãos… Tudo visto à luz do relacionamento entre Deus e o homem.

Quando parece que tudo está perdido, o homem sempre percebe a ação de Deus que age em benefício do seu povo, do povo que Ele ama. Esta percepção de Deus, num primeiro momento era bem exclusivista. -“O nosso Deus tem que cuidar de nós e destruir todos os nossos inimigos, pois os nossos inimigos são seus inimigos”. Depois esta percepção foi sendo ampliada e se tornando menos egoísta. Percebem que Deus é também Deus dos outros povos e, por isso, não podem exigir que Ele destrua as outras nações, como fica refletido no livro de Jonas. Com Jesus fica mais claro ainda que a salvação é oferecida a todos aqueles que “procuram fazer a vontade do Pai”, independente se são judeus ou não. O próprio judeu não teria garantida a sua salvação só por ser judeu. Como hoje, também,  ninguém pode se considerar o melhor, o perfei­to, o preferido de Deus, só por pertencer a tal denominação religiosa, seja ela qual for. Pertencer a uma religião, pode ser muito válido para ajudar a se encontrar, encontrar a Deus e vivenciar a vontade desse Deus, mas é ser muito limitado achar que Deus é obrigado a dar a salvação só para o seu grupo e condenar os demais. Agir e pensar assim é tomar o lugar de Deus e decidir por Ele. Parece-me muita pretensão. O mais triste é que algumas pessoas são inocentemente usadas para defender os interesses de alguns “espertos” e se acham defendendo os interesses de Deus.

À partir de hoje estarei fazendo algumas reflexões com a finalidade   de ajudar a entender melhor os vários livros bíblicos, contextualizando-os. Acredito que entendendo o essen­cial de cada livro, o tempo em que foi escrito, porque foi escrito, talvez fique mais fácil ter um maior aproveitamento de toda a Bíblia, numa visão mais global da mesma. Com estas explicações já dá para começar a ler a Bíblia de um modo mais aberto para o que ela quer transmitir, podendo ir além da simples compreensão literal. Quem fica numa leitura desvinculada, dependente, só das palavras, desenraizada do contexto histórico, pode matar o espíri­to bíblico. Quando acontece isto a Bíblia não é mais uma fonte de vida, mas pode ser uma fonte de escravidão, exploração de sentimentos, deturpações e empobrecimento do homem. Querer entender a Bíblia, lendo só a Bíblia, pode ser matar a Bíblia. Ainda bem que existe hoje uma ciência bem fundamentada que procura sempre mais conhecer o mundo que gerou a Bíblia – a cultura, a história, o conhecimento astronômico, os recursos literários, o domínio científico. Co­nhecendo tudo isto, nós temos mais segurança em atualizar o rico sentido bíblico para os nossos dias. São várias as pesquisas publicadas que nos podem ajudar nessa empreitada.

Cada capítulo apresenta uma reflexão sobre um aspecto específico relacionado à bíblia, ou sobre um livro bíblico.

As questões colocadas no final do estudo de cada livro bíblico têm a finalidade de ajudar na compreensão do livro. Pode facilitar numa reunião de grupos, para que não se fique perdido sem saber o que conversar sobre o assunto lido. Contudo, não é necessário tratar sobre as questões apresentadas, nem se limitar a elas. Pode-se fazer outras perguntas e até mesmo trazer outros conhecimentos como complemento – que seria o ideal.

João Loch

Teólogo, Psicólogo e Acupunturista

Rua Carlos Gomes, 697 – Garça –SP

fone: (14) 34061605 – e-mail: jloch1@hotmail.com

Anúncios

Sobre joaoloch

Psicólogo. Acupunturista. Quiropraxista, Terapeuta em Florais de Bach e Reiki, Mestre em Educação. Prof. Universitário. Clínica particular de Psicologia e Acupuntura End.: Rua Carlos Gomes, 697 - Vila Williams - Garça SP Fone (14) 34061605
Esse post foi publicado em Teologia - conhecimento bíblico e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s