Um jardim encantado

Compartilho a homenagem feita ao meu amigo Edélcio, que partiu para o Pai neste último domingo, depois de viver um bom tempo driblando um câncer. Assim também faço minha homenagem a ele, com as palavras de alguém que o conhecia muito bem. O título colocado aqui fui eu quem o criou. O título original do texto é “Homenagem de despedida – Edélcio”, como está abaixo.

João Loch

Homenagem de despedida – EdélcioPosted: 21 May 2013 01:31 PM PDT

Amigos,

           
“Deus nos dá pessoas e coisas, 
para aprendermos a alegria…
Depois, retoma coisas e pessoas 
para ver se já somos capazes 
da alegria sozinhos…
Essa… a alegria que ele quer.”
Guimarães Rosa
Tive a sorte de conviver é me tornar grande amigo do Edélcio.
Ainda em nossa longínqua infância, éramos vizinhos. Casa-com-casa.
Como irmãos, dividimos a atenção das duas mães, fomos juntos para o Seminário Santo Afonso em Aparecida, passamos pela Filosofia em Lorena e, mais tarde, fui buscá-lo para a “Capelinha” do Banco Itaú S/A.
Edélcio sempre foi um amigo maravilhoso. Além de excepcionalmente inteligente,  ele se destacava por um conjunto incrível de habilidades e virtudes, que faziam dele uma rara combinação de  criatividade, gentileza, bondade e integridade.
Solidário e prestativo, Edélcio era mesmo um SER HUMANO incrível. E, sobretudo,  uma fonte inesgotável de bons conselhos, de sabedoria e de alegria.
Assim se passaram décadas e décadas de convivência harmônica, com rica  troca de idéias e  ajuda recíproca.
O tempo não diminuiu minha  admiração e só fez aumentar  meu apreço pelo amigo  Edélcio, que sempre esteve  presente nas encruzilhadas mais difíceis da vida.
Tenho certeza de que o  Amigo “encantado”,  agora desfrutando a companhia do grande  Rosa e de outros tantos santos, continua sorrindo, inspirando e abençoando a todos (parentes e amigos), que se deixaram envolver pela sua luz e pelas  palavras mágicas que ele nos legou, a exemplo da PODA E O RENASCIMENTO:

De repente, alguns de nossos galhos são cortados e sentimos muita dor!

É o momento da poda… Sofremos perdas, alguns galhos são podados e isso nos causa um grande choque! Então surgem perguntas: Por que?… Por que? … Por que?…
Perdas são inevitáveis, não temos como evitar o momento da poda! Se ficarmos nos debatendo na FALTA DE ACEITAÇÃO DA REALIDADE corremos o risco de entrar numa espiral depressiva.
A única coisa que podemos fazer é escolher a ATITUDE com a qual vamos enfrentar a poda e superar nossa dor – isto simplesmente faz toda a diferença!
Podemos assumir uma atitude positiva de responsabilidade, de RESPONSA + ABILIDADE: RESPOSTA COM HABILIDADE!
Responder com habilidade à situação de poda significa uma abertura para o crescimento interior, para que o milagre da vida se complete em nós através do florescimento de novos galhos, novos ramos, novas flores, novos frutos…
Esta abertura à vida é um profundo ato de fé, porque os novos galhos ainda não despontaram e o que sentimos é apenas a dor das perdas, dos galhos podados.
Então nossa vida se transforma em uma Páscoa contínua: partes de nós morrem, mas renascemos em novas perspectivas, não paramos nas perdas, completamos o movimento com a ressurreição através de novos aspectos de nosso ser.
Se quisermos, o milagre da vida continuará acontecendo a cada segundo.
Se quisermos, nossa vida será uma Páscoa permanente.
Se quisermos, sempre haverá primavera em nosso jardim.
Tudo isso não ocorre de forma isolada, mas sim em unidade com as outras árvores que nos cercam.
Somos família, formamos um grande jardim! Há uma circulação de seiva entre nós, uns apoiando os outros nos momentos de poda, nos instantes mais difíceis.
É a unidade entre as plantas do jardim que o tornam encantado!
A comunicação de seiva entre as árvores, a ligação das famílias com seus amigos, conhecidos, colegas de trabalho… é que permite o crescimento em conjunto.
Na verdade formamos todos uma única família, um belo jardim florido, porque há comunicação de seiva entre nós.
Há comunhão de vidas, de experiências, de instantes, de perdas somados com momentos de superação. Se quisermos, nossa vida será uma Páscoa permanente!
Se quisermos, sempre haverá primavera em nosso JARDIM ENCANTADO.
Abraços de conforto e saudade a todos!
Antonio Afonso
Anúncios

Sobre joaoloch

Psicólogo. Acupunturista. Quiropraxista, Terapeuta em Florais de Bach e Reiki, Mestre em Educação. Prof. Universitário. Clínica particular de Psicologia e Acupuntura End.: Rua Carlos Gomes, 697 - Vila Williams - Garça SP Fone (14) 34061605
Esse post foi publicado em Espiritualidade, FORMAÇÃO HUMANA. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s