“O Senhor ressuscitou! Aleluia”

Ele viu e acreditou.

Por que fazemos a Quaresma? A essa pergunta recebi muitas respostas: para conversão, para oração e penitência etc… Podemos perceber que a Páscoa ainda está longe da cultura espiritual e catequética de nosso povo. Estamos como Madalena, desnorteada diante do túmulo de Jesus, procurando um defunto que sumiu: “Tiraram o Senhor do túmulo e não sabemos onde O puseram” (Jo 20,2). Certamente o amor supera a fragilidade da fé. Ela representa ali a fé de todos que ainda não chegaram a perceber que Jesus vive e é o Senhor. É nessa situação que fazemos nossa profissão de fé: “Creio que padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado, desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia” (Profissão de fé). Ela, frágil e apaixonada, busca o Senhor e é a primeira a dar o testemunho do túmulo vazio. Vemos a seguir que Pedro e João correm ao túmulo. A juventude do amor é mais rápida. Mas o amor respeita a fé. João corre, chega primeiro, vê, mas não entra ao túmulo. Espera a confirmação daquele a quem fora confiada a primeira profissão de fé, não vinda da carne, mas de Deus (Mt 16,16-17). Entrou e viu. João viu e creu. Faltava ainda o Espírito para lhes abrir a compreensão da realização das Escrituras. Celebrando a Ressurreição do Senhor, podemos perceber a diferença entre sua ressurreição e a de Lázaro, do filho da viúva de Naim e da filha de Jairo. Eles voltaram à vida; Cristo passa à vida nova para a qual toda a humanidade é chamada. Vamos encontrar seu reflexo na vida nova que levamos como lemos em Paulo aos Colossenses: “Se ressuscitastes com Cristo, esforçai-vos por alcançar as coisas do alto, onde está Cristo sentado à direita de Deus; aspirai às coisas celestes e não às terrestres” (Cl 3.1-3).

Abristes as portas da eternidade

Há muito simbolismo no momento da morte de Jesus: “O véu do Santuário se rasgou em duas partes, de cima a baixo, a terra tremeu e as rochas se fenderam” (Jo 27,51). Este véu era o cortinado que isolava o lugar da presença de Deus e aí só entrava o sumo sacerdote uma vez ao ano. Com a morte de Jesus o acesso a Deus está aberto a todos. O Ressuscitado abre para nós o lugar sagrado. Quando rezamos que “desceu aos infernos”, dizemos que sua morte e ressurreição são também para os que já morreram, como indicam as palavras “os túmulos se abriram e muitos corpos dos santos falecidos ressuscitaram”. O Céu agora está aberto a todos. A natureza entra no fruto dessa ressurreição. As pedras se racham. É o dia de o Senhor manifestar-Se em seu poder (Am 8,9). A Ressurreição de Jesus não é um fato isolado, fruto de uma morte inoportuna, mas é a restauração total do universo, ferido pelo pecado. Os que morreram em Adão ressuscitam em Cristo (1Cor 15,22). N

Passou fazendo o bem

O anúncio da Ressurreição feito pelos apóstolos faz uma síntese da vida de Jesus começando pelo batismo até sua glorificação, como anúncio fundamental: “Nós que comemos e bebemos com Jesus, depois que ressuscitou dos mortos” (At 10,41). Eles foram testemunhas da Ressurreição e salientam que Jesus, “ungido por Deus com o Espírito Santo e com poder, andou por toda parte fazendo o bem e curando a todos os que estavam dominados pelo demônio, pois Deus estava com Ele” (38). Paulo nos convida a buscar as coisas do alto (Cl 3,1), que é viver como Jesus viveu: fazendo o bem. Entramos no caminho da caridade, pois sua morte e ressurreição são obras do amor. A ressurreição vai ser nossa vida quando assumirmos nossa ressurreição com Cristo no Batismo.

Leituras: Atos 10,34ª 37-43;Salmo 117; Colossenses 3,1-4;João 20,1-9.

Pe. Luiz Carlos de Oliveira – Redentorista

Anúncios

Sobre joaoloch

Psicólogo. Acupunturista. Quiropraxista, Terapeuta em Florais de Bach e Reiki, Mestre em Educação. Prof. Universitário. Clínica particular de Psicologia e Acupuntura End.: Rua Carlos Gomes, 697 - Vila Williams - Garça SP Fone (14) 34061605
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s