Cruz que acompanha o papa

A cruz de um padre acompanha o Papa!

– “Padre Aristi, religioso sacramentino, a quem o clero de Buenos Aires se dirigia para se confessar, inclusive eu, morreu numa manhã de Páscoa com mais de 90 anos de idade. Antes do funeral, decidi homenagear P. Aristi, cujos restos mortais encontravam-se na cripta de uma igreja. Ali se encontravam o caixão, somente duas idosas que rezavam, mas nenhuma flor. Para este homem, que perdoou os pecados de praticamente todo o clero de Buenos Aires, a mim inclusive, nem mesmo uma flor! Subi e fui a uma floricultura (em Buenos Aires, nos cruzamentos temos floriculturas, nas ruas, nos lugares onde tem muita gente) e comprei flores, rosas… Voltei e comecei a preparar o caixão, com flores… Olhei para o Terço que tinha na mão… e logo me veio em mente aquele ladrão que todos temos dentro de nós, não?! E enquanto arrumava as flores, peguei a cruz do Terço. Com um pouco de força a arranquei. E naquele momento olhei para ele e disse: “Dá-me a metade da tua misericórdia!” Senti uma coisa forte que me deu a coragem de fazer isso e de fazer essa oração! E depois, aquela cruz a coloquei aqui, no bolso! As vestes do Papa não têm bolsos, mas sempre tenho comigo um pequeno invólucro de tecido, e daquele momento até hoje, aquela cruz está comigo. E quando me vem em mente um pensamento ruim contra alguma pessoa, levo a mão a essa cruz. E sinto a graça! Sinto que me faz bem. Como faz bem o exemplo de um padre misericordioso, de um padre que se aproxima das feridas!…” (Papa Francisco, 06/março/2014, no encontro com o clero de Roma)

A esperança amplia a alma
– “A esperança é um pouco como o fermento que amplia a alma. Há
momentos difíceis na vida, porém a alma segue adiante e olha para o que nos espera. Hoje é um dia de esperança. Nossos irmãos e irmãs estão na presença de Deus e também nós estaremos ali por pura graça do Senhor se caminhamos pela estrada de Jesus. Conclui o apóstolo: “quem tem esta esperança nele se purifica a si mesmo. A esperança também nos purifica, nos alivia, nos faz ir mais rápidos. Esta purificação na esperança em Jesus Cristo!” (Papa Francisco, 01/novembro/2013)

O fim da vida
– “Neste pré entardecer de hoje cada um de nós pode pensar no fim de sua vida. Pensemos, no meu, no teu, no teu, etc. Todos nós temos um entardecer, todos. Olho-o com esperança, com essa alegria de ser recebido pelo Senhor.- Como é a alegria do cristão? E isso nos dá a paz. Este é um dia de glória, mas de uma glória serena, tranquila, da paz. Pensemos no entardecer de tantos irmãos e irmãs que nos antecederam, pensemos no nosso entardecer quando chegar, e pensemos no nosso coração e nos perguntemos: – onde está ancorado o meu coração? E se não está ancorado bem, ancoremo-lo lá naquela margem, sabendo que a esperança não decepciona, porque o Senhor Jesus não decepciona”. (Papa Francisco, 01/novembro/2013)
Geraldo Rodrigues

Anúncios

Sobre joaoloch

Psicólogo. Acupunturista. Quiropraxista, Terapeuta em Florais de Bach e Reiki, Mestre em Educação. Prof. Universitário. Clínica particular de Psicologia e Acupuntura End.: Rua Carlos Gomes, 697 - Vila Williams - Garça SP Fone (14) 34061605
Esse post foi publicado em Espiritualidade, FÉ E VIDA, FORMAÇÃO HUMANA, Igreja, RELIGIÃO, Teologia e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s