Nossos limites e crescimento

O nosso crescimento em nossa humanidade é muito lento porque temos uma tendência a só aceitarmos aquilo que massageia nosso ego e nos faz nos tornarmos ainda mais convencidos de que somos pessoas inteligentes e boas. Ficamos felizes e concordamos só com os que nos elogiam. Fazemos esforço para que os outros nos vejam como exemplos de vida, como sábios, honestos…. E, em muitas situações, até somos mesmo.
Só que com esta tendência corremos o risco de jogarmos muitas pérolas fora, ou nos revoltarmos contra elas, porque nos questionam, cutucam, tentam nos ajudar a ver o lado não tão bonito que temos. E isto não é para nos prejudicar. Pelo contrário, é para que enxergando esses limites, possamos reconhecê-los como sendo realmente parte de nós e para que esta parte escura possa ser iluminada. Quanto mais esse lado negativo que temos for sendo iluminado, menos limitados vamos nos tornando. Para isso é preciso coragem. Coragem para não fugirmos de nós mesmos quando aquelas coisas mais escondidas querem se mostrar. Para não fazermos isso, é muito comum que, algo que poderíamos aproveitar, o mais rápido possível nós já ficamos pensando para quem serve aquilo, quem precisaria ouvir ou ler tal coisa. Não aceitamos que “aquele chapéu” fica muito bem na nossa cabeça. Como não aceitamos “esse chapéu”, revoltamo-nos contra quem nos mostra e jogamos logo de volta com mais uma dúzia de “chapéus” que talvez também tivessem que ficar na nossa cabeça, para cima dos outros. Com isso perdemos oportunidades de crescimento e, o pior, às vezes ficamos ainda mais tapados.
Coerência é procurarmos ser inteiros naquilo que tivermos capacidade. Investir nisso é ir aumentando nossa capacidade de autoconhecimento e superação dos nossos limites. Só como um exemplo vejamos a coerência de Jesus, quando ele sentiu insegurança, quando lhe faltou a fé na misericórdia do Pai ele aceitou esse momento de escuridão e gritou: “Meu Pai, por que me abandonaste?”. Mas quando a fé voltou, e não demorou muito, ele exclamou também do fundo do coração:”Em tuas mãos entrego o meu espírito”. E a sua missão se completou entregando-se com toda confiança nos “braços” do Pai.Não resistiu em sentir novamente iluminado.
Anúncios

Sobre joaoloch

Psicólogo. Acupunturista. Quiropraxista, Terapeuta em Florais de Bach e Reiki, Mestre em Educação. Prof. Universitário. Clínica particular de Psicologia e Acupuntura End.: Rua Carlos Gomes, 697 - Vila Williams - Garça SP Fone (14) 34061605
Esse post foi publicado em FORMAÇÃO HUMANA, Psicologia e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s