Tesouros partilhados

Quando alguém consegue “abrir a alma” a uma outra pessoa, as duas partes se transformam. Poder acolher as manifestações da alma de outra pessoa é um privilégio de suprema grandeza para o qual precisamos nos preparar para lidar de tal forma com esse jorrar misterioso para nos mantermos íntegros e podermos ajudar a pessoa a também se reorganizar e assimilar os conteúdos que nem ela sabia fazer parte de sua vida.
Não é sempre que esta experiência transcendente acontece. Mas em determinados tempos parece que há uma conjunção de fatores que contribuem para que sejamos “bombardeados” com tesouros de pérolas que são depositados sobre nós por várias pessoas. Muitas vezes, falando de minha experiência, o que a outra pessoa expõe nos toca de forma tão profunda que é difícil conter as lágrimas pela emoção que despertam. Muitas vezes somos solicitados a falar, a expressar nossos pensamentos, a orientar conforme nos parece o melhor. Mas muitas vezes não há necessidade de falar nada. Parece que a comunicação é direta na alma e a palavra não faz falta. E sem palavras há o toque que cura. Cura quem fala e quem ouve. As almas se misturam e se renovam, tornando-se mais sadias e mais belas.

Anúncios

Sobre joaoloch

Psicólogo. Acupunturista. Quiropraxista, Terapeuta em Florais de Bach e Reiki, Mestre em Educação. Prof. Universitário. Clínica particular de Psicologia e Acupuntura End.: Rua Carlos Gomes, 697 - Vila Williams - Garça SP Fone (14) 34061605
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s