Querid@ Profess@r

Homenagem às professoras
Considero que a homenagem mais importante aos professores, da parte dos alunos, é a demonstração de interesse pelo que aprendizado e a colaboração para que o professor possa ensinar. Nenhum professor/professora, fica feliz com a homenagem de um aluno que não demonstra o mínimo interesse pelo que é tentado ensinar, que não se esforça e só espera ganhar a nota como um presente dado pelo professor, porque para ele o importante é o diploma, não o aprendizado. É frustrante ter que tentar convencer o tempo todo os alunos que precisam fazer silêncio para poder explicar o assunto, que precisam dedicar um tempo fora da sala de aula para estudarem, caso contrário não irão aprender. Dá a impressão de que os alunos estão ali fazendo um favor ao mestre.Coisa mais absurda.
Da parte dos pais, demonstrar interesse pelo que os filhos estão aprendendo. Incentivá-los ao estudo. Mostrar o quanto é importante aproveitar do conhecimento do professor para também terem o próprio conhecimento. Não é bom que os pais só se preocupem com a nota que o filho conseguiu, ao final de uma etapa, mas o que o filho aprendeu durante toda a etapa. Valorizar a escola, valorizar o aprendizado, valorizar a figura do professor pelo papel importantíssimo que ele desempenha na colaboração da construção do conhecimento de cada um. Não tem sentido cobrar simplesmente o professor/professora pelo mau desempenho do filho. Tem que cobrar dedicação do filho aos estudos.
Também não faz sentido achar que o professor tem que ser um animador de palco. Que as aulas têm que ser sempre divertidas, engraçadas. A sala de aula não é um circo e o professor não é um ator, um palhaço. É um lugar sério e os alunos não têm que estar sempre brincando. Há que discernir momentos de brincadeira e momentos de compromisso. E o compromisso precisa ser aprendido desde pequeno. Sem concentração, sem silêncio, sem dedicação, não se assimila nada.
Tem sido lugar comum ouvir que a escola está uma porcaria, que não se aprende nada e por aí vai. E põe-se a culpa, normalmente, só na escola, nos professores, no governo. Mas para a escola ser boa,, para se aprender, tem que ter a dedicação e o compromisso dos alunos com o próprio aprendizado e dos pais no incentivo e na cobrança dos seus filhos com a escola.
Não se vai à escola para brincar e nem para comer. Também se brinca e se come, nas horas certas. Mas o principal objetivo da escola é o ensino. E todos que vão à escola precisam estar cientes disso.Caso contrário, é melhor ir a um parque de diversão ou restaurante.
Muitos falam que não têm oportunidade de estudo, ou não tiveram. Porém, as oportunidades dadas são ou foram desperdiçadas, jogadas fora. Depois não adianta reclamar que não aprendeu nada. Não quis aprender.
Meus parabéns a todos os professores e professoras e aos que se dedicam à arte de ensinar, apesar de todas as dificuldades. Eque o educador possa recuperar o seu verdadeiro espaço. E que a homenagem ao professor seja sentida todos os dias, quando ele se põe à frente de uma classe com vontade de ensinar, percebendo nos alunos a vontade de aprender.

Anúncios
Publicado em Cidadania, EDUCAÇÃO, FORMAÇÃO HUMANA, Psicologia, Uncategorized | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

As forças que nos guiam

As pessoas ativam em nós, pelas suas características, nuances que nem sempre nos damos conta. Algumas despertam o nosso pior lado que fica furioso e nos torna prisioneiros dele. Quando isso acontece deixamos de ser donos conscientes de nossas escolhas e somos levados pela irracionalidade, pois nossa capacidade de análise e de percepção ficam embotadas. Somos fisgados e o que nos domina já não é mais nosso discernimento pessoal. É como uma avalanche que nos leva a reboque. Por isso que, às vezes, nos assustamos depois de algumas escolhas e é como se tivéssemos acordado de um pesadelo, não entendendo como não percebíamos aquilo que passa, agora, a parecer tão claro. São muitos os fatores que colaboram com isso. E essas forças são muito poderosas.
Olhando de fora, muitos acontecimentos nos parecem absurdos, incompreensíveis. Mas se estivéssemos envoltos por aquela situação, dentro dela, dificilmente conseguiríamos também pensar e agir diferente daqueles que avaliamos.

Publicado em FORMAÇÃO HUMANA, Psicologia, Uncategorized | Marcado com , , | Deixe um comentário

Momento político

É muito importante que neste momento acalorado de discussões políticas, pelo momento em que estamos vivendo, não percamos o bom senso e respeito por aqueles que pensam diferente de nós.
Ter discordâncias é normal. Discordamos em muitas coisas até daquelas pessoas com as quais convivemos. Quem achamos melhor não é Deus e quem achamos pior não é demônio. Podemos nos enganar tanto com aquele que achamos tão bom que nem questionamos seus posicionamentos, quanto com aquele que achamos tão ruim que nem ouvimos e vemos direito o que ele fala e faz. Todos somos limitados.E quando olhamos com óculos só de uma cor, as outras cores deixam de existir em nossa visão. Mas elas continuam aí.

Comentários
Publicado em Cidadania, Uncategorized | Marcado com , , | Deixe um comentário

DEMOCRACIA

Num governo democrático, é normal que haja visões diferentes quanto a quem deve assumir o poder. Por isso, as eleições. Pelas experiências, pelas visões que se tem, pelo grupo de interesse no qual cada um se envolve, as preferências por determinados candidatos vão se diferenciando. Cada um gostaria que o seu candidato preferido fosse também o da maioria, porque sempre achamos que nossas razões são melhores, mais esclarecidas, mais conscientes…. Só que isso nem sempre acontece.Há consciências diferentes das nossas, mesmo de pessoas amigas e queridas. E por pensarem diferente, não precisamos encará-las como inimigas burras, tapadas. Só pensam diferente, ou têm interesses diferentes de nós. Não são pessoas sem consciência. São pessoas com uma consciência que não é a nossa. Daí, o respeito.E, depois das eleições, sendo qual for o candidato ou candidatos vencedores, a torcida deve ser para que representem o maior número de cidadãos possível, e que cada eleitor possa acompanhar com mais assiduidade as atividades do seu eleito, para avaliar se é bom continuar votando nele.
Se não fosse uma democracia, não poderíamos escolher nossos representantes, deixar de eleger os que nos traíram e, até mesmo, também participarmos desse jogo.
Vamos em frente, defendamos nossas ideias, procurando fundamentá-las, mas não precisamos querer matar todos os que pensam deferente de nós. Se todos pensassem de forma igual, não haveria espaço nem para se questionar se o caminho escolhido é realmente o melhor.
E que o bom senso nos oriente.

Publicado em Cidadania, Uncategorized | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Milagre

É comum esperarmos e pedirmos por milagres quando, na realidade, tudo é milagre. Tudo na vida é milagroso e extraordinário.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Viver as fases da vida

“Quem ainda tem a vida diante de si é uma criança”, afirma C. G. Jung. “Quem vive sua vida no presente é adulto. Se vós, portanto, viveis tudo o que podeis viver, sois adultos” (O livro vermelho. Petrópolis: Vozes, 2010: 234). (Citado por Silvio Lopes Peres, em seu face).

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

PETRIFICAR

Virar uma estátua de sal (petrificar)

Lot, personagem bíblico, foi alertado por Deus para deixar a cidade onde morava e ir para outro local, com todos os seus pertences, família…. E Deus orientou que não olhassem para trás.Como era um homem temente a Deus, não hesitou. E lá foi ele. Mas no percurso aconteceu um fato interessante: sua esposa olhou para trás. O que aconteceu? Virou uma estátua de sal.
O que é virar uma estátua de sal, petrificar? É ficar paralisado, estagnado, não se permitir ir ao novo porque não quer se desvincular daquilo que deveria ter deixado para trás. Ficar olhando para trás é não se permitir aceitar o novo que está chegando; é ficar apegado ao que já não existe. E, sendo assim, a vida para. porque só a saudade e o apego ao que existiu não permite que a esperança dinamize a vida. Vida parada é vida petrificada.

Publicado em FORMAÇÃO HUMANA, Psicologia | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário