Um coração que se aquieta

Na hora em que meu coração parar de pulsar, não será por cansaço. É que ele já terá completado seu percurso. Será um repouso merecido.
Enquanto isso não acontece, vou sentindo as alegrias que me são proporcionadas todos os dias pela vida que se mantém graças a essa sincronia maravilhosa que ordena tudo em mim. E nos momentos em que me sinto inteiro, tudo é presente e eterno. Assim, o Eterno se manifesta em mim, levando-me a experienciar a Plenitude Indescritível.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Natureza dual da mulher

“Quando se ignora a natureza dual da mulher e se julga a mulher pelo que ela aparenta ser, pode-se vir a ter uma grande surpresa, pois, quando a natureza primitiva da mulher emerge das profundezas e começa a se afirmar, é frequente que ela tenha interesses, sentimentos e ideias muito diferentes dos que manifestava antes.

Quando a mulher consulta sua própria natureza dual, ela está cumprindo o processo de olhar, examinar e sondar o material que está para além do consciente, sendo, portanto, muitas vezes surpreendente no seu conteúdo e no seu tratamento, e quase sempre de imenso valor.
….
Se a mulher aceitar um companheiro que não possa amar ou não ame esse seu outro lado (esse lado que às vezes assusta até ela, quando não tem um contato maior consigo mesma e com suas necessidades mais primitivas), ela, sem dúvida acabará arrasada sob algum aspecto e deixada a vaguear cambaleante, em desmazelo.
….
Os homens, tanto quanto as mulheres, devem identificar suas naturezas duais. O amante mais querido, o pai mais valorizado, o amigo ou ‘homem selvagem’ mais valioso é aquele que deseja aprender. Quem não se delicia com o aprendizado, quem não é atraído por novas ideias ou experiências, não conseguirá passar do marco da estrada junto ao qual está descansando agora. Se existe uma força que alimenta a raiz da dor, ela é a recusa a aprender além do momento presente.
….
O companheiro certo para a Mulher Selvagem (aquela que tem contato com seus dois lados) é aquele que tem uma profunda tenacidade e resistência de alma, aquele que sabe mandar sua própria natureza instintiva ir espiar por baixo da cabana da alma de uma mulher e compreender o que vir e ouvir por lá. O bom partido é o homem que insiste em voltar para tentar entender, é o que não se deixa dissuadir”. Este homem não se assusta, não nega e nem acha feio ou imoral aquele lado misterioso da mulher com quem ele convive. Mas admira e se alegra com ele, mesmo que às vezes não o entenda. Assim a mulher poderá lhe sorrir também com a sua alma.
C.P. ESPÉS. 1994, p. 164-5

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Cultivar pensamentos que nos fazem bem

Nosso cérebro é dotado de uma capacidade extraordinária para gravar nossos atos feitos conscientes e mesmo pensamentos que começarmos a repetir. Aquilo que repetimos é incorporado pelo cérebro como sendo importante e passa a fazer isso automaticamente para liberar nossa atenção consciente para novidades, novas exigências. Por isso, fazemos uma série de coisas no automático.
Graças a esta capacidade nós conseguimos dirigir, fazendo todas as manobras (pisar no acelerador, brecar, dar setas, mudar a marcha, ver quem está ao lado, na frente, atrás, brecar, tudo sem precisar ficar pensando vou fazer isto, aquilo), ao mesmo tempo que conversamos, ou ouvimos uma música. É tão automático que podemos ir de uma cidade a outra, quando conhecemos bem a estrada, e parece que nem fizemos o trajeto.
Repetindo algumas vezes um pensamento, ou alimentando um sentimento, ele vai se tornando importante para o nosso cérebro. E, por isso, pode nos tomar muitas vezes durante o dia. É aquele pensamento ou sentimento que passa a fazer morada em nós e parece que não tem mais como nos liberarmos dele. Fica obsessivo.
Se ficarmos fazendo força para nos liberarmos de um pensamento ou sentimento, isto fica ainda mais forte, pois a cada esforço nós o tornamos mais importante para nosso cérebro. O que fazer então? Se este pensamento está nos fazendo mal, o melhor que fazemos é não brigarmos com ele. Não tentar não pensar, mas procurar nos concentrarmos em outra coisa, em outras conversas, em outros afazeres. Estar consciente do que está fazendo. Assim, aos poucos, outros pensamentos vão se fortalecendo e ocupando aquele espaço, fazendo com que aquilo que já estava nos fazendo mal vá enfraquecendo.
Lembrar de coisas boas, que nos fizeram bem; falar sobre assuntos mais mais alegres; prestar atenção em fatos e coisas bons e bonitos, podem nos ajudar a nos sentirmos mais felizes.
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Cortesia

Cortesia é um gesto de delicadeza para facilitar ou criar um estado de bem estar para outra pessoa ou grupo. Uma ajuda oferecida para o bem do outro, sem cobrança, gratuitamente. É um gesto que não é medido pelo “tamanho”. É uma forma de facilitar para a outra pessoa, exigindo um desacomodar próprio. Muitas vezes a outra pessoa nem percebe que houve uma ação a seu favor, para tornar mais fácil ou mais agradável o seu dia.Não tem problema. A cada gesto assim o mundo fica um pouco melhor para quem faz e para quem recebe o gesto, porque se alguém no meu entorno se sente melhor, mais confortável, tornando-se mais contente, o bem estar atinge a todos.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Prazer e propósito

A felicidade não é consequência só das coisas que fazemos com prazer, mas também das coisas que fazemos com propósito, com sentido. Muitas coisas nós não fazemos por prazer, naquele momento. Por prazer estaríamos fazendo outras coisas, mas são coisas que têm sentido, diante dos nossos valores e necessidades. São coisas que nos fazem felizes porque dão sentido à nossa existência, nos proporcionam uma sensação de sermos úteis para os outros e também para nós, nos ajudam a criar uma convivência melhor, nos ajudam no nosso sustento…e, por isso, têm um peso grande na nossa felicidade. É necessário haver um equilíbrio entre prazer e propósito, naquilo que fazemos, naquilo que gastamos nosso tempo.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Movimento para uma nova vida

Quem sente necessidade de luz, de ar renovado, de belas paisagens, de sorrisos….tem que sair do quarto escuro da casa e dos próprios pensamentos sombrios e se movimentar na direção do que está precisando.

Começar a caminhar na direção da luz, já é estar na luz.  A partir desse movimento, tudo começa a mudar e as cores e sons podem voltar a trazer alegria e paz interior.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Bendita palavra não dita

As vezes que consigo perceber o estrago que pode fazer uma palavra que está para sair de minha boca e a silencio antes que ela dispare, a minha alegria é imensurável, porque percebo que fiz um bem enorme à outra pessoa e um bem maior ainda a mim mesmo.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário